Bom dia amigos

Hoje eu quero falar sobre algo que me preocupa muito, pois é fundamental para que o projeto de um piso vinilico fica um sucesso.

Q:  Qual Piso Vinilico a Gente deve Escolher?

Eu recebo todos os dias emails e ligações de empresas ou pessoas individuais que me perguntam…

“Quanto custa um piso vinilico, material com a instalação?”

E a minha resposta sempre a mesma..”Qual é o piso que vocês escolheram? Qual é a metragem e como seria executada a instalação (tem piso antigo a retirar ou algo similar, materiais especiais a serem usados etc…)?

As diferenças dos pisos vinilicos em termo “qualidade”, e consecutivamente preço, são enormes e não tem como estipular um valor sem saber qual piso o cliente quer (ou precisa).

Então menciono aqui algumas dicas como escolher o seu piso. Isso é um processo de misturar várias itens para chegar a um resultado mas devo avisar que isso e MEU jeito de escolher o piso. Não existem regras para isso e cada um pode fazer isso do jeito que quiser.

1 – Especificação técnica do piso vinilico

Para mim, a funcionalidade é prioridade e vêm em primeiro lugar. Eu sempre pergunto “qual é a utilização da área?”.

O piso tem que aguentar a funcionalidade do ambiente, pois ele tem que resistir o trafego. As vezes tem que seguir normas técnicas por ordem da vigilância sanitária que exige piso monolítico ou de certos aparelhos que vão ser usadas no local como tomógrafos ou aparelhos Raio-X que exige um piso condutivo ou antiestático, ou se o piso precisa ser antiderrapante (para rampas, escadas) etc.

2 – Especificação do acabamento superficial do piso vinilico

Com certeza vocês já notarem que tem pisos com diferentes tipos de acabamento da superfície. Enquanto os pisos que imitam madeira ficam bonitos com o acabamento rústico, o cliente tem que ter a consciência que…

  • Quanto mais rústico um piso é, mais fácil ele suja, mais se gasta com a limpeza.

Os pisos mais fáceis de limpar são aqueles com a superfície lisa e com acabamento poliuretano PUR, tipo os pisos IQ da Tarkett ou EVERCARE da Gerflor ou similar.

Isso porque uma superfície lisa e com o Poliuretano, que fecha a porosidade, a sujeira não consegue grudar e se deixa remover com mais facilidade do que nos pisos sem nenhum tipo de acabamento.

Existem pisos com acabamento rústico com poliuretano para facilitar a limpeza, mesmo assim eles são mais trabalhoso na manutenção e por isso, mais caro pra ser mantido durante a vida útil do que um piso liso e sem porosidade.

Existem também pisos lisos sem acabamento de poliuretano PUR, como as placas Paviflex por exemplo. Esses pisos precisam, sem falta, um tratamento depois da instalação com cera acrilica de alta performance para resistir ao trafego pesado. Esse tratamento é muito importante para deixar o piso bonito e para facilitar a manutenção dele.

3 – Core e Desenho do piso vinilico

Eu considero os dois primeiros assuntos “Os racionais” enquanto este aqui é “O emocional” (pelo menos em partes).

A cor e o desenho do piso é obviamente muito importante para combinar com o design do projeto em geral, o mobiliário e o gosto do cliente.

Mas os dois itens também ajudam de ter um piso mais fácil e barato de limpar porque quanto mais claro e uniforme, o piso precisa mais manutenção.

  • Quanto mais branco e liso um piso, mais ele vai custar com limpeza

Teve uma época quando os clientes pediram somente pisos claros e lisos, que é bonito no início mas que é um problema sério durante o tempo de uso pois são bem mais complicado na manutençao.

Tente sempre de usar uma cor um pouco mais escuro, um mesclado de várias cores tipo piso de granito, que vai facilitar muito a limpeza do local pelo fato que a sujeira não aparece tanto.

Bem, seguindo as dicas acima recomendamos de escolher um piso no mercado, por exemplo do nosso parceiro Tarkett, a única fábrica que realmente fabrica pisos vinilicos no Brasil. Aqui é o site deles pros pisos área comercial http://tarkett.com.br/pisos-comerciais

Com um piso definido, ou pelo menos com o tipo de piso definido e com a metragem do projeto, e algumas informações básicas sobre a instalação, uma empresa tem como fornecer um preço aproximadamente correto para o que o cliente quer.

Exemplo de uma descrição:

– Piso em manta modelo Tarkett Optima IQ

– aproximadamente 200 m2, uma cor só, sem rodapé

– instalação sobre piso porcelanato, a ser preparado com argamassa PlanoPrep

– serviço durante o horário comercial

Espero que este postagem ajudou um pouco na escolha de um piso, seja para montar uma especificação de um projeto ou para definir uma compra de um piso em um projeto sem arquiteto.

Nos temos uma parceria com uma distribuidora de pisos e podemos ajudar em escolher e especificar o piso adequado para o seu projeto.

A única coisa que a gente não faz são instalações residenciais quanto o ambiente está sendo em uso. Trabalhamos somente em obras comerciais ou residenciais em reforma geral ou novo, sem morador.

Atenciosamente

Guido Mueller