O nosso leitor Philippe me perguntou sobre a Preparação de piso Cerâmica ou Piso frio em modo geral para poder colocar piso vinílico por cima. Excelente pergunta Philippe.

O Brasil é um pais predominante quente e portanto tem uma forte cultura de usar cerâmica, porcelanato ou pedras em todos os ambientes residenciais ou comerciais.

Mas como os pisos vinilicos ficam cada vez mais popular, enfrentamos muitas vezes o problema de ter um piso de cerâmica no local que o cliente não quer remover.

Em principio podemos trabalhar por cima de piso frio mas temos que tomar muito cuidado com os seguintes detalhes.

A CERÂMICA É MUITO RÚSTICA?

Não recomendamos de trabalhar por cima de cerâmica rústica ou piso Ardósia, com juntas largas (acima de 1 cm). Razão é que a regularização fica muito trabalhoso com várias demãos de aplicação de massa para obter uma base lisa e plana.

A altura final do piso acabado provavelmente também não sai como planejado que precisaria um ajuste nas portas e afins.

 

Fica mais rápida, econômico e tem uma qualidade melhor quanto se remove esse tipo de piso frio, aplicando uma massa apropriada para refazer um contrapiso forte mais fino.

A CERÂMICA ESTÁ BEM APLICADA?

Outra coisa super importante antes de qualquer coisa é de verificar a qualidade da colocação do piso de cerâmica. Ela em hipótese nenhuma pode ter partes ocas e soltas, quebradas.

Muitas vezes a cerâmica foi instalada com uma argamassa fraca, que aguentou o transito do pessoal durante o uso mas se aplicado piso vinilico por cima não resiste a sucção do revestimento novo, e a cerâmica “estoura” literalmente e sobe em um instante parecendo uma explosão. Já vimos vários casos assim

 

IMPORTANTE: Esse problema é um defeito OCULTO, pois não tem como verificar 100% se vai ter problema ou não. portanto não tem garantia do colocador que cobre essa falha.

FINALMENTE, VAMOS PREPARAR A CERÂMICA

Eliminamos finalmente as duas problemas acima mencionadas, podemos iniciar a preparação da cerâmica.

LIMPEZA – O primeiro ponto é de limpar a cerâmica, retirar todos os resíduos como ceras, tintas, ou qualquer coisa que pode prejudicar a aderência da massa. Vamos fazer isso SEM o uso de solventes, somente com removedores adequadas pois uma cerâmica está poroso e se enchemos a mesma com solventes, ela pode soltar esses solventes aos poucos e danificar o piso vinilico que entra por cima. Existem detergentes removedores, lixas ou acido muriático para fazer isso.

PRIMER – Para garantir uma boa aderência da massa (principalmente em porcelanato vitrificado que é muito liso), SEMPRE se aplica um primer sobre a cerâmica antes de aplicar a massa. Existe Primer pronto nos mercados maiores de material de construção, senão a gente pode aplicar uma mistura forte de cola branca PVA-Agua (1:1) com um rolo.

Pode usar também cola de contato MAS existe um alto risco de explosão pelos gases gerados da cola de contato e fazer isso somente é usado em local arrojado, muito bem ventilado com nenhum risco de faíscas, e devidamente sinalizado em volta do local. Já morreram vários colocadores por não ter levado essas regras a sério então não pode brincar com isso de jeito nenhum.

A MASSA – Não existe uma regra única referente qual massa deve ser usada, depende muito da largura das juntas e da situação da cerâmica. O objetivo da preparação da cerâmica é de ter uma base plana antes de aplicar o piso vinilico.

Se as juntas estão largas, usamos uma massa Grout, ou Autonivelante, ou se não tem neuma dessas duas uma mistura de cola PVA, cimento e cimentcola para ter uma massa mais encorporada, que tem a possibilidade de encher as juntas sem recuar depois seco.

Se preparamos um porcelanato por exemplo, usamos nossa massa PVA com mais cola branca para ser mais forte, ou podemos usar massas especiais como o Rapifinish da empresa Bautech, uma Argamassa com secagem rápida de excelente qualidade que tem uma boa aderência e é muito forte para trefego comercial.

Deve se calafetar primeiro as juntas e buracos, aplicando massa nelas até as mesmas estão eliminadas. Depois que as piores irregularidades foram eliminadas, se aplica massa na área toda.

Esse processo requer pelo menos 4 demãos de massa, portanto precisa-se calcular mais material e um custo de mão de obra mais alta.

A COLOCAÇÃO DO PISO VINILICO

Algo muito importante. ANTES de colocar o piso, garante que essa preparação está CURADA e seca pois é mais grossa do que uma massa comum. Aplicar piso sobre a base mal curada vai dar problemas, quebra a massa e solta o piso.

Mas uma vez que a base está pronta, não há nada diferente referente a colocação do piso vinilico, usando as mesmas colas e o mesmo procedimento

A EXCESSÂO

Existe uma situação na obra que podemos pular todo esse procedimento acima.

Se o projeto tem um piso de porcelanato ou um Granito muito bem aplicado, com juntas finas e niveladas, e se o piso a ser instalado é um piso vinilico em réguas LVT (Tipo Tarkett AMBIENTA) o mesmo pode ser instalado direto sobre a base com o uso de cola TAC permanente como se fosse piso elevado.

Mas isso não funciona com um piso vinilico em manta que marca muito, somente com pisos mais grossos, os vinílicos em réguas.

 

Muito obrigado pela atenção e estamos felizes se compartilham esse artigo com os seus colegas e amigos no Facebook etc…

 

Atenciosamente

Guido